12 de jun de 2010

Caldinho de Feijão Branco

Hummmm.... Neste frio que tá fazendo hoje, um caldinho "com sustância" vai muito bem não é verdade? E este com feijão branco é delicioso, me lembra a sopa de feijão branco que a minha avó Irene fazia, eu adorava a sopa dela. Na verdade, a única coisa que a sopa dela e este caldinho tem em comum é o feijão banco, mas todas as vezes que eu uso este ingrediente vem a minha memória a sopa da minha vózinha querida. Ela já está no céu, e por causa de lembranças assim que vejo que a única coisa que podemos verdadeiramente "deixar" quando partimos desta vida são os atos de amor que ficam na memória daqueles que amamos. Hoje por sinal, é dia dos namorados, e eu fiz deste dia um dia especial pra minha família, para aqueles que eu amo muito, ficamos o dia todo em casa juntinhos, mas... aproveitamos cada momento, e pude demonstrar o meu amor, fazendo uma comidinha gostosa, colocando flores na casa (rosas vermelhas lindas!!!), sobremesa calórica e D-E-L-I-C-I-O-S-A hehehehe, lareira acesa e filminho, brinquei de massinha com a filhota, enfim.... AMEI !!! Tudo passa nesta vida, a única coisa que permanece é o AMOR!
A bíblia diz: O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor (Rom.13:10), e o texto bíblico mais lindo (na minha humilde opinião) sobre o amor: 1Cor. 13, veja abaixo:
1 Coríntios 13:1 ¶ Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4 ¶ O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8 ¶ O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


Agora... vamos a receitinha!

Ingredientes (para 6 pessoas):
01 pacote (500 grs.) de feijão branco cozido em água com o caldo
500 grs. de linguiça calabresa defumada cortada em fatias fininhas
01 cebola picadinha em cubinhos
01 cabeça de alho triturado
azeite á gosto
06 "ninhos" de macarrão cabelo de anjo
Sal com louro (tipo arisco) á gosto
Folhas de louro á gosto
cebolinha e salsinha á gosto

Modo de Preparo:
Triture o feijão depois de cozido na própria panela de pressão com o "mixer", deixe em fogo bem baixinho, numa panela a parte, refogue no azeite o alho e a cebola, e junte o tempero refogado à panela de feijão, acrescente as folhas de louro e mantenha em fogo baixinho mexendo sempre. Na mesma panela onde fez o refogado de cebola e alho, coloque as fatias fininhas de linguiça calabresa, e refogue bem, despeje na panela do feijão, triture nas mãos cada "ninho" de macarrão cabelo de anjo na panela de pressão, salgue á gosto, e vá mexendo sempre até o macarrão cozinhar (no máximo 3 minutos), apague o fogo, despeje a salsinha e a cebolinha picadinha á gosto, e sirva em seguida. Acompanhe com uma boa torradinha de alho, e "Bon Apetit".